Eu gosto de terra firme, de luz nos olhos, daquelas que de tão intensas impedem que eu os abra. Eu gosto do tempero, do sal e do açúcar. Gosto do quente e gosto do frio. Gosto da dessemelhança, de sentir arrepio e de volume máximo. Gosto do gosto que tem o amor. Gosto de verdade jogada na cara e do cheiro que tem a roupa lavada. Eu não gosto de meias palavras. Gosto do preto no branco, de colocar tudo em pratos limpos e dos 'is' com todos os pingos. Gosto de sinceridade, de olhos nos olhos e de sentir que é de verdade. Gosto de boas surpresas, de ter todas as certezas e de colocar as cartas sobre a mesa. Gosto de quando dá certo, dos dias de sol e também da sombra, água fresca e de ver o vento animando as roupas no varal. Gosto de dormir em dias de chuva, da sensação que o beijo dá e do que vem depois. Eu gosto mesmo é da entrega. Gosto também de respeito. Eu gosto mesmo dos extremos. Gosto de quem me faz gostar. Nada de meio termo, nada de meias verdades e nem de frações. Eu gosto do inteiro, do todo, do cem por cento. Gosto de viver as sensações na sua totalidade sejam elas de qualquer contraste. Eu gosto mesmo é de intensidade.





*



"Se um amor um dia vai embora
É porque chegou a hora
Não há do que se lamentar
Se ele teve que partir
É porque eu já aprendi
O que ele veio pra me ensinar!"
(Desconheço o autor)


A Camila que me mandou :)



*



Incerto demais!
Sem maiores comentários.



"A vida e a morte, o bem e o mal estão diante de você; o que você escolher lhe será dado, porque é grande a sabedoria de Deus"

Eclesiástico 15

Paz e Bem!

1 comentários:

Camila Menezes disse... Responder

Que postagem linda gabi!!!
Melhor ainda com esse poema lindo, que eu acho que você gostou mesmo!
=D

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.