Eu não sou fácil. Não tenho noção da continuidade das coisas. Tenho boa educação, mas não sei ser legal. Possuo muito mais afetos que desafetos. Coleciono muito mais alegrias que dores. Também tenho alguns amores: poucos, infinitos e imortais. Tenho um coração mole que me encrenca, um romance pouco provável, uma lua na minha janela e uma saudade que não tem cura. Tenho mania de adjetivar tudo o que existe. Levo um sorriso no rosto, uma verdade de cara lavada e umas moedas dentro do bolso. Não gosto do óbvio e não sei interpretar. O meu humor muda com o vento. Pego atalhos, desfaço sonhos, crio outros e sou leal. Gosto de ser contrariada às vezes. Não sou boa em fingir: eu me entrego no instante seguinte. Gosto de intensidade. Não sou de resistir. Sou curiosa. Tenho um quê de mistério. Atraio loucos e sou atraída por complicações - desde que valham a pena. Não tenho medo do escuro, mas durmo com a minha luzinha acesa. Quer me agradar? Me dê um chocolate, uma poesia, um livro, uma música nova para embalar meus dias ou uma mensagem no meio da madrugada. Sou complicada e simples ao mesmo tempo e não tenho noção de direção. Então, por favor, não se perca, pois a minha bússola está apontando para o seu norte.





.





Paz e Bem!


PS: Inspirado nesse texto da Fernanda Mello

1 comentários:

Carlos Bayma disse... Responder

Eu gostei muito desse texto. Me vi aí muitas vezes...

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.