Nem que eu tivesse todas as palavras na ponta da língua, eu conseguiria verbalizar tudo o que sinto. Essa saudade parece ter braços de tanto que aperta. Aquele nó de estimação não desata. E eu só queria sentir sobre mim novamente o seu olhar de aprovação.

Talvez no meio dessa minha loucura toda, você tenha tido uma crise de lucidez aguda. Acendeu as luzes e fechou as cortinas, enquanto eu continuo assim: com aquela calma que só o desespero dá, com a minha lógica quase sempre ilógica, transformando tudo o que era belo em desonesto e transformando tudo em pedra com um simples lance de olhar.

Eu sou assim: pura angústia. Prefiro a má certeza que a tenuidade do talvez, do "e se?". Não gosto de história sem final feliz. Não gosto de história sem final, essa é a verdade. Estou esperando que você diga aquelas palavras que eu não posso dizer. Seja rápido. Eu não sei esperar.


.



Aprendi algumas coisas nessa madrugada:

- Os nossos problemas têm o tamanho que queremos que eles tenham.
- As coisas - boas ou ruins - duram o tempo que nós queremos que elas durem.
- Nós devemos nos permitir sermos felizes. A felicidade depende só de nós, sabia?! É uma responsabilidade que não se transfere a ninguém.
- Você é a pessoa mais importante pra você.
- A paz de espírito não tem preço nenhum no mundo que pague. E não podemos deixar que nada nem ninguém a tire de nós.
- Um dia sem sorrisos é um dia perdido.
- A mão amiga vem de onde menos se espera.
- Você tem a resposta pra todas as suas perguntas. O seu instinto sempre está certo. Perceba-o.
- O verbo 'ser' deve ser vivido. Seja!
- Faça tudo o que tiver vontade, mesmo que depois se arrependa.
- Cometa erros. Desde que sejam novos erros.
- Pertença-se. Aproveite-se.
- O amanhã não existe. E hoje é um bom dia pra ser feliz.







.




De Onde Vem A Calma
Los Hermanos
Composição: Marcelo Camelo

De onde vem a calma daquele cara?
Ele não sabe ser melhor, viu?
Como não entende de ser valente
Ele não sabe ser mais viril
Ele não sabe não, viu?
Às vezes dá como um frio
É o mundo que anda hostil
O mundo todo é hostil

De onde vem o jeito tão sem defeito
Que esse rapaz consegue fingir?
Olha esse sorriso tão indeciso
Tá se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Não solta da minha mão

Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só não vou ceder
Deus vai dar aval sim
O mal vai ter fim
E no final assim calado
Eu sei que vou ser coroado rei de mim.




Paz e bem!

2 comentários:

Moça do Fio disse... Responder

Uôu...

A senhorita tem bola de cristal?
Teu post me nocauteou.
É bom ler umas "verdades" (como diria a minha madrinha).

Beijos.

Tais Cruz de Melo disse... Responder

Gabizóka!

Eu recebi sua mensagem, mas fiquei sem créditos. Não curto ser pobre =(

Enfim, espero que Santo Antônio tenha sido bom... Porque sábado foi Ó-T-I-M-O!

Sem mais.

Eu amo você e quero seu bem, de verdade, Gabriela de Castro Alves.

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.