Se calhar podia dizer o que sinto, se mudasse alguma coisa. Antes de você voltar existiam os sabores, as flores, as nuvens, os sons. Existia também a saudade dos lugares onde a sua voz esteve, que remete aos momentos que estavam guardados no final da lembrança. Vontade de pintar os domingos com a cor do arco-íris e tirar a vida do preto e branco, do cinza, quase escuridão em que você é a claridade. Saudade nova do nosso único segredo. Saudade velha de sentir o gosto bom da verdade. Vontade de pertencer de novo e para sempre.





.






Boa semana pessoas :)





Ao som de: Comigo - Zeca Baleiro

Paz e Bem!

3 comentários:

Tais Cruz de Melo disse... Responder

percebeu que eu dei uma abandonada de leve, né? hehehe
bom, não consegui distinguir do que se trata os seus posts. mas, depois que a Ana Carolina falou por você... posso desconfiar!
o jogo da vida a gente só vai aprendendo, com a ajuda das pessoas que não soltam da nossa mão nunca!

beijosatédenoite!
amo você =*

Moça do Fio disse... Responder

Sabe, sim, moça.

Não conhece aquela música lindamente interpretada pela Elis Regina? "Vivendo e aprendendo a jogar...". Pois!!!!

Saudade dói, incomoda... mas faz parte de nós. Então, bola pra frente ;-))

Solange Maia disse... Responder

Colocar cor nesse viver...

Pintar os cinzas também com as cores do final do arco-íris !!!

Beijo carinhoso,

Solange

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.