Eu fiz um tratado com o tempo para ele parar quando você chegar. Parar nos seus braços, em um abraço que colasse a noite ao dia, que me garantisse um novo sol após a lua nova. Alguém me acompanha nesses meus pensamentos soltos, que ficam entre o primeiro parágrafo e o ponto final? Alguém aceita uma dose de amores complicados para se embebedar? O tempo passou e nós conseguimos complicar as coisas. Não que seja tão complicado assim, mas é. Meu humor impulsivo me confunde ainda mais. Desculpe-me por tentar saber quem eu sou tantas vezes ao dia, mas é que não me encontro em lugar algum, em pessoa alguma. Não me vejo em nenhum espelho. Não sei em que momento eu me despedi de mim, mas agora só me vejo aí, ao seu lado, do lado de dentro. E dentre as opções de caminho que tenho para escolher, vou percorrer o que tiver mais coração e mais estrelas.




.





Estou loira! Não era essa a intenção...rs




.




"A sua fidelidade em Deus te será um escudo de proteção"
Salmo 90


Paz e bem!

3 comentários:

Ademar Oliveira de Lima disse... Responder

Estive por aqui conhecendo o seu blog!!
Ademar!!!

Moça do Fio disse... Responder

Não? A intenção era ficar ruiva-Rita-Lee? (e dane-se a regra que aboliu o hífen)

Seria mesmo bom se pudéssemos fazer o tempo parar na hora do abraço e correr na prova de Matemática.

Beijinho.

Moça do Fio disse... Responder

Ah, mocinha =))

Tive uma semana atribulada. E acredite: também senti falta de ler você.

Agora já sabe: quando eu demorar a vir aqui, é que realmente algo me impede. Pois vontade, eu tenho sempre ;-)

Beijos.

PS: Que bom que gosta dos meus comentários.

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.