Mais Do Mesmo




Habitualmente escrevo assim, unindo os retalhos cheios de sentimento. Por vezes me pinto assim, com a cor vermelha cheia de paixão. O amor escorre por entre as minhas letras e não tem como ser de outro jeito.


Deitada sobre as minhas lembranças, eu percebi como os dias se explicam e como tudo parece ser tão justificável quando se trata de nós dois. É o amor! Mesmo que torto e inconsequente. É o amor! Mesmo que ilícito e esculhambado.


Então você diz que ama porque sentiu vontade de dizer? Ou diz que ama porque o que sente é tão forte que 'Eu te gosto' ou 'Eu te adoro' não são mais suficientes para exprimir? Você diz que ama porque ele gosta das mesmas coisas que você, te faz rir e é uma boa companhia? Não. Amor não é isso. Não que eu seja perita no assunto, mas sei que amor é bem mais que isso.


Eu tive a minha certeza quando me tiraram a minha maior certeza e eu tive que aprender a procurá-la no escuro, e encontrei-a intacta. Eu tive essa convicção quando encontrei-a pregada na minha alma, que é lugar onde mora tudo que de bom me foi levado. Eu defendo essa verdade por encontrar sempre reservas dentro de mim, em meio aos seus reboliços de sempre, aos seus erros de sempre.


E mesmo que a vida continue fazendo os seus rodeios, mesmo que o vento sopre por outras bandas e que a lua ilumine outros caminhos; mesmo que os nossos dedos não voltem a se entrelaçar e que não encontremos a estrada de volta pra casa, posso dizer que vivi e amei. Eu te amei e amo, mesmo parecendo algo bem clichê, essas palavras não se parecem com nada que se vê por aí. Sabe por que? Porque é verdade. E por isso, só por isso, já valeu a pena ter vivido.



.




Descobri que não preciso me desapegar. Esse sentimento é inerente ao meu ser. É meu e ninguém tira.





Paz e bem!

Ao som de : You gotta be




4 comentários:

Ademar Oliveira de Lima disse... Responder

Estive por aqui lendo e aprendendo um poucocom o seu blog!!! Abraço Ademar!!!

Jéssica Lima disse... Responder

Que lindo esse texto.
Sim sim, quando é amor.. só por ser amor, vale a pena!
Boa noite ;*

Moça do Fio disse... Responder

Não, não se desapegue. E concordo: 'eu te amo' não é 'bom dia'. Pena que esteja tudo tão banalizado...

Continue intensa. Só assim continuará a escrever tão lindamente.

Beijim.

Fernando Leroy disse... Responder

Muot bacana o texto, aliás seu blog é bem interessante. Estou acompanhando agora. Abraço!

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.