Tempo Mano Velho



Por vezes sou só eu a usar o tempo em conta-gotas. A tentar convencer o calendário a aceitar de volta o ontem. Teimei que o tempo não passa. Você me pediu um minuto que hoje são tantos pontos seus em mim. Pediu a minha paz e eu consenti. Me ofereceu em troca o 'pra sempre' de sempre, e eu disse sim. Hoje sinto falta das borboletas. Ah, as borboletas! As suas palavras pálidas traziam um sopro que cortava tudo o que eu julguei saber. Eu ouvia e te perdia. Eu falava e te ganhava. Palavra por palavra. Mas alguém há de dizer o verbo certo. Será que não entende que só desejo que me queiras por dentro? E quando pude escolher ser qualquer uma, me escolhi, mesmo não sabendo quem sou nem do que sou capaz, mas suponho. Pois eu prefiro passar a vida brigando com você a estar na cama de outra pessoa. Guarda para mim o céu estrelado, com lua cheia e ao seu lado?




.




Os 5 blogs para os quais vou passar o meme e o selo:

http://sou-da-cris.blogspot.com/
http://sopadeentrelinhas.blogspot.com/
http://mocadofio.blogspot.com/
http://jehkaalima2.blogspot.com/
http://flordetalis.blogspot.com/



Bom pessoas, para mim veio com as regrinhas e repasso a vocês também. Ainda não entendo muito disso...hehehe




Paz e bem!

27 comentários:

Tais Cruz de Melo disse... Responder

Gabrieeeeela, como assim?
Obrigada!
E ontem? Ah, como gosto da sua companhia...
Beijosteamo!

C. disse... Responder

Nao sei comentar esse texto, achei hermético dimaiss. Mas adorei vc ter lembrado de mim entre os 5 blogues, afinal, quando somos lembradas até em brincadeira, e saudável, é pq bom motivo teve. Valeuuuuu, vou levar. (pena vi o texto depois de postar, senao ia hoje mesmu)

Moça do Fio disse... Responder

Grata pelo selo, menina ;-))

A pessoa acima disse que seu texto é hermético. Posso discordar? Quando você escreve, eu consigo ver você, parece que tua imagem e o que você é fica mais nítido para mim.

Ir, voltar no tempo, escolher um verbo, ser um ou dois? Concordo com você: mesmo brigando, o melhor é estar com quem se ama.

Quer só mesmo o céu estrelado e uma lua cheia? Eu iria querer umas nuvens (adoro) [me lembra algodão-doce] ;-))

Beijim.

Empadilha disse... Responder

bom texto...
e ótima as indicações...
namoro é coisa de loco...rs
ah e se tiver sem nada pra fazer, escuta meu podcast, ai diz o que acho, xinga, escracha mais indica...
http://podrir.blogspot.com/

Flores Atiradas disse... Responder

Olha, seu texto ta lindo . Eu podia me ver nele (em um passado distante).
Adorei mesmo ! Boa semana Lindona ;*

Paula disse... Responder

Poxa...sentir falta das borboletas é tão intenso. Sua cara.
O Pato Fu me faz lembrar de lindas coisas.... e seu texto também.
Beijão!

Silvana Alves disse... Responder

porque será que quando vc escreve eu me vejo nas entrelinhas...estamos vivenciando o mesmo momentos?

Mustafa Şenalp disse... Responder

a nice site.:)

Erica Ferro disse... Responder

Ah, que lindo!

Adoro passar por aqui!

Jonathan Flexa disse... Responder

Lembra o Arcadismo, visual campestres harmonioso, mas o tom de desejo desponta para o Realismo, um misto de gerações poéticas. =)

Fernanda Leal disse... Responder

Você já deve estar cansada de ouvir isso, mas é a verdade: eu me impressiono cada dia mais com esse teu jeito de escolher as palavras, as metáforas...
Brigada pelo selo, Gabi!
Beijo!

Philip Rangel disse... Responder

parabens mesmo pelo meme......

gosteii

Amanda Paula disse... Responder

Olá!!
Quando a gente escreve em um blog a gente deixa em aberto que as pessoas comentem, não é mesmo?! heheh... Eu acho extremamente lindo alguém gostar tanto de alguém como parece que você gosta, mas se você preferir continuar brigando com essa pessoa uma volta, não sei ao certo, ao invés de deixar a janela aberta, a luz do sol não entra e outras pessoas não poderão conhece-la!!

Tenha uma ótima semana
bjsss

Flores Atiradas disse... Responder

Ah, vou continuar ! Uma hora eu termino ! rs Beijos Linda

Jenny disse... Responder

Oi querida, já vim aqui conferir e li uns posts, gostei muito, vou te seguir, bjs

Paula Tonkio disse... Responder

Adorei *-*

tudo tão romântico e suave. (suspiro)

beijo

Fernanda! disse... Responder

Curti o teu tbem.

:)

Flores Atiradas disse... Responder

Oii ! Não quero ficar jogando, quero lembrar de todas as loucuras que fiz e contar tudo pra eles !! uma avó radical rs ..
Show do Capital ? Tudo de bom !! Eu fui ao show deles no verão, os caras tocam muito =D
Quanto ao filme, eu tb achei que era mais engraçado, mas vale pela mensagem de sair de dentro do casulo as vezes e dar uma oportunidade a vida !

Beijos, Bom fds

Dri Viaro disse... Responder

Oi, to passando pra conhecer seu blog, e desejar bom fds

bjs

aguardo sua visita :)

Fernanda disse... Responder

olá adorei teu blog...
já te linkei...
e sobre o Marcelo Camelo..e amo ele mesmo,mesmo preferindo ele no Los Hermanos...volte sempre que quiser ao meu blog será sempre bem vinda^^

Joyci Dias disse... Responder

Que lindo, que lindo, que lindo! *-* Adoro quando as palavras parecem ter sido feitas para tal combinação. Foi o que aconteceu, parabéns...

Sonia Schmorantz disse... Responder

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

Autor: Paulo Santana

Um lindo final de semana!
Abraço

meus instantes e momentos disse... Responder

Muito bom teu blog, gostei daqui.
Maurizio

Jéssica Lima disse... Responder

Me vi várias vezes no seu texto. É lindo, cheio de dor de amor de querer.. adoro a forma como escreve..tão clara que chego a ver o momento.
Desculpa a demoraa pra vir aqui, estava com saudades!
Ah, e muitíssimo obrigada pelo selo, AMEI.

Aline disse... Responder

Oi, Gabriela. Obrigada pela visita, volte sempre para ler meus casos e besteiras.

Linda a sua poesia. Seria bom poder mudar o calendário como quiséssemos, rs.

Beijos

Dri Viaro disse... Responder

Bom dia, boa semana
bjs

Sou a Lê, disse... Responder

Gabriela menina, eu não sei bem brincar com essas coisas de selo e meme, meu blog é mesmo um caderno de rabisco e eu não compreendo tantas ferramentas. Mas que fiquei feliz com a homenagem, isso eu fiquei. E mais feliz ainda pela tua visita. Apareça. Sempre.

:)

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.