Das coisas que você (não) deveria saber


Tenho mania de passado, de 'apesar de tudo' e de amores complicados. Nem sempre consigo ver o lado bom das coisas. Não sou boa com moral da história, com entrelinhas que não sejam minhas, nem em cravar o ponto depois do final. Sempre estou para todo mundo, e quase nunca estou para mim. Gosto de expressão para enfeitar o rosto, de preferência um sorriso largo que vá de um ponto a outro. Gosto de intensidade: minha dor é daquela de querer morrer, e meu amor é daqueles grandes de não me caber. Eu sou toda feita de extremos, de pretéritos mais-que-perfeitos e de um bocado de não-sei-o-que. Sou uma romântica incurável, sou a lembrança de um amor mal resolvido, e outro amor que eu não sei se é de amigo, se é comigo. Sou poesia no meio da madrugada, uma brisa leve e desafinada, um soco no estômago, um tapa na cara. Sou criança espiando pelo vão do portão, uma adolescente implorando por sorte, uma adulta questionando os ‘pra que’ dos ‘porquês’, uma velha esperando pela hora da morte. Às vezes sou mãe de mim mesma, ou sua. Às vezes sou só sua, e minha. Todos os dias eu quase te esqueço, todos os dias eu quase me esqueço de me lembrar de esquecer você. Às vezes eu sei que estou fadada a te amar. Amor esse composto em contraponto, musicado em voz e violão. Logo eu que não sei tocar, não sei cantar e nem compor, o que faço é levar a vida a escrever: AMOR.




***





Cheguei!!
Estive viajando mas agora estou de volta \o/
Rio Quente-Goiás é LINDO!




Paz e Bem!

40 comentários:

Andrea Carolino disse... Responder

Eu tbm sou "extremista", mas diferente de vc, não me considero nem um pouco romântica!

Às vezes acho que isso é um grande problema (ou seria a solução?)
hehehehehe

Bjos

Fernanda disse... Responder

também sou assim,mas é preciso achar o equilibrio como dia uma frase que minha professora de filosofia não cansa de falar:
'Nem tão mar,nem tão terra'

Letras Saltitando disse... Responder

nem sepre consigo ver o lado bom das coisas também... mas a gente vai aprendendo e se acostumando... bjos

Priscila Rôde disse... Responder

Extrema, sou.
Intensamente amor, eu sou.
Tudo ao extremo, hahaha. Não gosto do "mais ou menos", e "apesar de" EXTREMAmente indecisa, procuro me encontrar logo.

Adorei o texto!
Beijos

Erica Ferro disse... Responder

Ela vooooooltou, wooooooooooooow! :D
Lindíssimo texto, menina!
Pura poesia! ♥

És toda poesia.
Me vi facilmente nessas tuas palavras - nos parecemos. :D

Beijo.

Dinaildes disse... Responder

Sou exatamente assim!
O texto me descreveu!
=)
Adorei aqui!
Beijos!

Silvana Alves disse... Responder

senti tanta falta....
li esse post ontem, mas só hj consegui comentar. Chorei com cada verbo escrito.. isso porque seu texto sem essência, fala por mim, do que vivo e do que sinto...
bela semana

Flor disse... Responder

Que lindo! Tb sou extremo de todas as coisas!
Amor do passado? Amor de amigo?
Um dia tudo se acerta Gabi!!
TEADORO.

Júlia Fernanda Maria disse... Responder

Não sabe compor, não sabe cantar; mas sabe escrever muito bem ;-)
Lembro mesmo de você dizer que tem vontade de compor uma música. E sei que conseguirá. Viu?
Adoro o sentimento que você coloca nas palavras.


Beijos.

Simone Teixeira disse... Responder

Oi Gabriela! Fiquei muuuito feliz com a sua visita no meu blog novo! Obrigada! Espero que volte mais vezes...

Ah! Tenho um outro blog, mais parecido com o seu, cheio de sentimentos, reflexões... Se quiser conhecer, tá às ordens: http://simoneteixeira.wordpress.com

Vc escreve mto bem!
Lindos textos os teus...

Gde beijo,
Simone

Ricardo e Fran disse... Responder

Amei o texto. às vezes ser 'extremista' é bom, não ficamos em cima do muro.
Seu blog é maravilhoso, virei sempre :)

Beeijos!

Márcia Amaral disse... Responder

me vi em vários trechos do seu texto ! e ainda assim, não consigo escrever sobre mim, por isso amirimo muito quem consegue ! lindo texto, lindo blog

EDUARDO POISL disse... Responder

Vim pedir desculpa pela minha ausência no teu blogger mais como havia um feriado e trabalho com turismo ficou difícil, mais agora com um pouco menos de trabalho volto a normalidade.

"O que diferencia uma pessoa de outra é o seu imaginário, a interpretação que dá aos fatos da vida." (Tisuka Yamasaki)
Abraços com muito carinho.

João disse... Responder

Me identifiquei! Sou quase assim, e quase não.

Dimes disse... Responder

nossa! Muito bom isso que esvrestes! Gosto tanto das tuas palavras!

Obrigado por isso!

Abraço!

Joyci Dias disse... Responder

Que texto lindo, Bibi! Você sempre arrasa, sempre mesmo. Que orgulho, posso dizer: Foi minha amiga que escreveu??

Arrasou e eu concordo com tudo, parece que fui eu quem escrevi. Não sei viver sem amores enlouquecedores também não, qual a graça?

Beijos

Flavih Jones disse... Responder

Sempre me perco na perfeição das tuas palavras.

Lindo.
E romântico.
Me vi nas tuas palavras.

Beijo

Sarah Elisa disse... Responder

belas palavras....
com certeza isso tbm é um pouco de mim e de muitos outros!
heh!
bjos
(:

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse... Responder

Eu tb..... você disse tudo e mais um pouco. Como vc escreve bem! Adoreii isso aqui e tow te seguindo*

Ah, aproveito p te convidar a visitar o meu :D . Eu posto pequenos contos e crônicas ali. O endereço é [http://thairane.blogspot.com] Te espero lá. Um abraço, e continue escrevendo...

Bianca disse... Responder

'Sempre estou para todo mundo, quase nunca estou para mim'
Me identifiquei com essa parte. No mundo atual, eu as vezes paro pra pensar se isso é uma qualidade ou um defeito. Mas até hoje não cheguei à uma conclusão exata. E acho que nunca vou chegar. O egoísmo e o altruísmo é que tem que chegar ao estado de equilíbrio nas nossas vidas.
Beijos

Marina Flores disse... Responder

Você escreve muito beeem, o texto é maravilhoso. Com certeza descreve muitas meninas por ai, o seu eu é um pouco do eu de outras pessoas! Beijos, continuarei por aqui...

Lua disse... Responder

Nossa lindo e me identifiquei em alguns trechos ;D

Beijos!

- Thaís . disse... Responder

Ah Gabi, esse texto, o mais doce daqui. E foi tão seu. Tu és inteira feita de amor, sim. Resplandece. Transborda de ti, inteira!

Um beijo.

pequena disse... Responder

Bem vinda de novo flor rsss Vou entrar de férias dia 1 e viajo pra Formosa - brasília - Goiás rsss

bjocas flor rsss e bom fim de semana!

ah... tem post novo com o look da semana lá no blog rss

- Lara Alves disse... Responder

Adoorei o blog ~ tô seguiindo
Se puder passa lá no meu e me segue (?)
Bjoos =*

Tobias Silser disse... Responder

Mania de passado? ah, tu tbm! rs
Sabia que passei a gostar ainda mais de você depois que te descobri? é serio rs.. foi revelado um lado teu que antes eu não via e, com certeza muitos não veem. Então, mostra o teu lado de dentro moça.. Te adoro viu.. Bjão!

Paula disse... Responder

ai ai ai ... tem certas coisas que n deveriamos saber, dizer, ouvir, ou mesmo sentir ... e ainda sim, sabemos, dizemos, ouvimos e sentimos também ... acho que nisso reside a grande beleza da vida, embora possa nos soar como a grande problemática dela ...
amo seus textos...
bem vinda de volta! beijos!

Luh* disse... Responder

Nóssa poderia dizer q em algumas coisas me vi no texto! tá que na questão do amor não sei amar de explodir!
beijos
Belo texto!

Aline Pará disse... Responder

Foi pra Rio Quente e nãooo me trouxe uma lembrancinha, logo eu, que te dou super presentes!!!

rsrsrsrsrs


;***

Flor disse... Responder

GABIIIIIIIIIIII!
TE ADORO ♥

Quer mudar? Comece por você! disse... Responder

Oi!
Parabéns pelas lindas palavras!
bjs

Felipe disse... Responder

Amei. Como praticamente todos os seus textos, me passa uma imagem daquilo que é quase modelo de romantismo.
Foi boa a viagem? Todo lugar em Goiás é lindo, esse maldito estado que apaixona a gente. É bom ter-te de volta!

abraços

pequena disse... Responder

Volta logo miga, saudades!
Flor to passando tbm pra deixar bjocas e desejar bom restinho de domingo pra vc!

xerim no coração

Lucas Lima disse... Responder

bonito, romântico, rs, boa parte desvendada com esse post, rsrsrs
bons dias

Flor disse... Responder

Ai Gabi, você não faz ideia de como é especial e importante! Não sei o que faria com toda essa situação se não fosse você rs!
Beeeeeeeeeeeeijo, te ADORO e MUITO obrigada :D

Tais Cruz disse... Responder

Sou a favor de contribuirmos para que seu blog seja .com!

Seria a primeira fã-colaboradora!

Te admiro muito, Gabriela Casssstro!
E te amo também! ^^

Erica Ferro disse... Responder

Own, Gabi. Fico toda boba com seus comentários e elogios.
Um dia escreverei tão bem quanto você. ;)

Beijo.

P.s: Não demora a postar, se não eu vou chorar...(não foi só pra rimar =p).

Bianca disse... Responder

Não suma, volte a postar!
Beijos

Rafael Castellar das Neves disse... Responder

Olá Gabriela!!

Vai parecer padrão, mas realmente vi e revivi muito de mim nas tuas palavras, tão bem colocadas.

Gostei muito do que encontrei por aqui!

Rafael

Anônimo disse... Responder

Simplesmente LINDO!

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.