Sobre escrever


Eu já pensei em desistir, confesso. Já pensei em me matar em mim mesma, em me esconder de mim, em mim. Já tentei guardar os pensamentos do lado de dentro da cabeça, e as palavras no interior da garganta. Eu me arrisquei em não me transbordar em prosas. Escondi os escritos no fundo da gaveta em uma tentativa de não me embriagar com as letras. Eu já me envergonhei, confesso. Por sempre me apresentar assim, ao avesso. Por sempre demonstrar o meu lado mais fraco e também por tentar traduzir em palavras tudo o que sinto, em uma época em que o sentimento é algo tão démodé.

Todos os dias quando eu me lembro, saio por ai a me recolher, pois uma parte de mim sempre vaza, me escapa. Eu não me contenho em mim e quando escrevo sou totalmente livre. Eu escrevo para me livrar dessa sobriedade que é pura loucura. Tenho medo da palavra epifania. Eu tenho medo de enlouquecer de verdade, daquela loucura que é pura loucura. Eu quero a claridade, o sorriso mais largo, a alegria mais intensa, a bebida mais forte, o abraço mais apertado, a mordida do tamanho exato para eu prender as palavras entre os meus dentes, antes de me deliciar com cada sílaba.

Quase nada faz sentido aqui. Quase nada faz sentido nessa vida toda. Com isso tudo eu entendi, que alguém que fala sobre as fraquezas é alguém verdadeiramente forte e que esse lado, por ser fraco, não significa que seja feio. Então, aqui estou eu, novamente, me despejando sem pudor, me transbordando e mergulhando em mim. Não posso me envergonhar pelo que escrevo, pois essa sou eu, em prosa, em crônica, em significado. E se isso for um momento epifânico, acho que acabo de perder mais um medo, apenas sendo quem eu sou, em essência, e sem resumo.










Paz e Bem!

45 comentários:

glauciagerst disse... Responder

Gabi

Tao intenso tudo que vc escreve...
Tao lindo e tao gostoso de ler!
Serei sua seguidora assídua agora! rsrs..
beijos

Flavih Jones disse... Responder

Como sempre perfeito Gabi.
Cada dia acho teus textos mais parecido com os da Clarice Lispector.

Adorooo.
*.*

Beijos queridona.

Erica Ferro disse... Responder

E é tão lindo quando você deixa as palavras escorrerem por seus dedos e formarem frases tão profundas como essas.

Beijo.

Erica Ferro disse... Responder

E é tão lindo quando você deixa as palavras escorrerem por seus dedos e formarem frases tão profundas como essas.

Beijo.

Silvana Alves disse... Responder

intenso, epifânio, insano e vc.. amei o texto Gabi...
sinto falta quando vc para de escrever, então,.. não se esconda, apareça e demonstre tudo o sente em crônica, verso, poesia e, principalmente em essência.. beijo

Flor disse... Responder

Minha flor, nem preciso dizer o quanto gosto dos seus textos não é mesmo? Como sempre uma delicia (:
Sonhei com você *-*
Depoiis conto por e-mail.
Te adoro ♥

nicolegica disse... Responder

assumir, se aceitar, ser feliz... é isso que vale

Carlinha disse... Responder

E é por isso que vc não pd parar... por que isso faz parte de vc... porque vc é boa nisso, por que vc encanta com suas palavras... nos faz sonhar e pensar sobre nós mesmos!
Que bom que vc continua, que bom que vc não desistiu... espero que nunca desista, por que vc escreve sobre coisas que acredita e parar de escrever poderia significar parar de acreditar!!

ADOREI!! *-*

Priscila Rôde disse... Responder

Você escreve lindamente, sabia?
Não pare, deixe - se ser em linha, verso, prosa. O resultado será belo e seu.

Meu beijo.

Mandy disse... Responder

Tá lindo *-* Super profundo e intenso viu. Lindo lindo lindo. :D
Beijoos
Mandy

Karol disse... Responder

Oi querida , 1ª vez aqui.. muito lindo teu blog

bjos

Bela disse... Responder

lindo seu blog e a forma como vc escreve, parabens!=)

bjs,
Isabela

Wevertton disse... Responder

é bom escrever que dai a gente coloca tudo pra fora!! =)

Beijos. Passa la =)

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse... Responder

Tem coisa melhor que um blog bem escrito assim?*-*

Desi disse... Responder

aushuahsuahsuausha, achei um máximo o teu comentário :D

beijão!

anaa ' disse... Responder

adorei o blog.
escrever acho que é como terapia, você poe tudo pra fora, é bom *-*
beeijo

Srtª Elis° disse... Responder

ja fiquei assim tb...
um xero flor!!

Daniela Filipini disse... Responder

Escrever não se descreve, só se escreve!
Lindo. *-*

Daniela Filipini disse... Responder

Reli e agora me parece mais bonito do que da primeira vez! rs

J.G disse... Responder

Adorei o texto! E essa música ai, muito boa! hehehe.
Eu que desenhei sim, tirei a foto com webcam, nem ficou mt boa a imagem. hehehe. Traduzindo: Eu não sou perfeita! hehehe.
Então, saudade de flar com vc tb! Vê se aparece no msn. Muitas coisas pra te contar. Mande noticias.
Beijãooo.

Bom demais ver vc escrevendo, seus fãs(eu inclusive)agradecem.

Solange Maia disse... Responder

adoro o que de você escapa... o que chega a mim nessas tuas letras tão densas, tão entregues...

você é realemente especial....

beijo enorme

Gêsa disse... Responder

Escrever pra mim é assim, como um cano de escape, um ombro amigo. Deixar os sentimentos fluírem belo texto.

Letras disse... Responder

uau guria!

que texto lindo e totalmente profundo! adorei!!!

bjoka e boa semana pra ti! obrigada pelas tuas palavras lá no blog!

Flávia disse... Responder

É. forte é quem consegue falar de suas fraquezas..

Ana Paula disse... Responder

O q eu poderia dizer?Lindo moça! ^^

Melancia disse... Responder

own, seus textos são sempre perfeitos. Adoro seu jeito de escrever.

*-*

Beijos

pequena disse... Responder

Ai q post lindo amiga...

Desi disse... Responder

ah, usei ele na aula esses dias e ganhou muiros elogios! xD

Bruno disse... Responder

A melhor coisa de escrever, principalmente quando escrevemos para nós mesmos, é não ter a menor necessidade de fazer sentido, menos ainda aos outros, já que para nós tudo faz um sentido tamanho que é até gostoso perceber que não quer dizer nada com nada, mas pra gente diz tudo.

Pequena :) disse... Responder

Ah, que lindo! Sem ler eu escrevi a mesma coisa.
Suas palavras são lindas Gabi. Sua leitura é deliciosa. Eu adoro ler-te. Eu adoro indentificar-me com as coisas que você expõe. Muito bom!


Dany disse... Responder

Acho que nem se eu usasse um pouquinho de cada comentário eu conseguiria dizer o quanto esse texto é lindo!

Não canso de dizer: vc escreve muiiiiiiiiito bem!!!!

E como vc é fofa, adoro seus textos e suas visitas nos meus blogs!!!

Adoro vc, menina!


Beijos Mil.

.Intense. disse... Responder

Ando uma pessoa mais exagerada - excesso e intenso - do que o habitual. Coração partido, conflito com meu mundo escrito e um coração que, já não bate, tem solavancos. A gente fica caçando onde se situar, onde sentar, como acalmar. E, blogueira que sou, fico pulando de blog em blog.


E cheguei aqui. E li muuuuito. E gostei muuuuuito. Os dois últimos posts poderiam ter sido escritos e publicados por mim. Logo, te achei no twitter, add e talz. Vou esperar pra ver, e te ler.
Super parabéns pelo blog.

=*

Wevertton disse... Responder

Tá lindo *-* Super profundo e intenso viu. Lindo lindo lindo. :D
Beijoos. Passa la =)

Kinha disse... Responder

Poxa, o seu blog foi o primeiro que li e acabei fazendo um p/mim...
Sempre que posso e que vc escreve eu leio e adoro!Então decidi te seguir tá?!

Bjão!

disse... Responder

Então simbora a encerrar esses ciclos da tua vida, a fila anda, a vida segue e com certeza quando a gente encerra um ciclo, outros melhores virão e acabamos por conhecer pessoas fantasticas. Viva o desapego.

bjos e bom findi!

mente inconstante disse... Responder

"Uma parte de mim sempre vaza, me escapa."
ADOREI! Saudade de te ler! :)

Luh* disse... Responder

Escrever é a melhor coisa! e mesmo q vc tente, vc não consegue, eu tentei e não consegui!
beijos

Bianca disse... Responder

Nossos textos são o reflexo de nós mesmos. Não adianta apenas nos olharmos no espelho não é mesmo?
Ótimo texto, como sempre!
E agora o Modelando Paradigmas voltou com tudo Gabi! Passe sempre lá :D

Beijos

Sylvia Araujo disse... Responder

Ah, que lindo seu blog, sua maneira de se despir, de se entregar às letras e os sentimentos. Intensos, profundos, inteiros.

Adorei!

Beijoca

Michele disse... Responder

Gabi, lindas tuas palavras! Faço-as minhas!

Escrever é quase terapia pra mim! Sejam coisas boas ou ruins, eu me descrevo e me esvazio por inteiro entre frases e linhas!

Um beijo, moça!
(Gostei muito do seu blog!)

MAGALHÃES, Vini disse... Responder

Concordei com a Flavih quando ela apontou a semelhança com a Clarice. É uma ótima influência, sem dúvida.

Eu amo textos intensos assim como os seus, como os da Clarice... Uma coisa toda 'poema em prosa'.
Essa é toda a graça que a matemática não tem, na minha opinião ^^


Viva ao texto e o estado de espírito!

Bom texto!
Beeijos!

Késia Maximiano disse... Responder

Ô Gabi, não tem como não voltar aqui... A tua escrita é de uma intensidade que chega a impulsionar a gente pra um novo vôo, e sempre em novoso horizontes!
Um super beijo, flor!

Mariany disse... Responder

Descrever-se não é fácil. Eu, pelo menos, odeio. E vc o fez de uma maneira tão perfeita que me deixou de boca aberta. Parabéns, guria. Primeira vez te visitando e já te seguindo.

;)

Késia Maximiano disse... Responder

Ô Gabi, brigadão pela visita e pelo carinho viu?
E a senhorita? Posso saber pq q sumiu das postagens? rs
Beeeijos

pequena disse... Responder

Amiga não sei pq eu ainda não te seguia rssss mas agora essa falha esta concertada rsss to seguindo ta? Lindo texto vc é fofa sabia?

to passando pra conferir suas novidades e deixar um mega beijo rsss

xero flor e boa semana pra vc!

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.