Três pontos e pronto


7/Março/2010

Eu sempre preferi as reticências, o etecétera. Não me dou bem com pontos finais. O meu coração nunca deu conta de encerrar ciclos, de lidar com perdas, de guardar saudades que não se pode matar. Eu sou assim, um alguém sem fim, entregue, e desejando o abandono. Abandono dos dias já arrancados da folhinha do calendário, das tardes em que o sol ficou cinza, e das noites em que as estrelas resolviam brincar de se esconder. Muito embora, terminar alguém dentro de mim seria o mesmo que me acabar, e isso eu não sei fazer, não. Não aprendi e não quero. Quem vai, sempre rouba um pouco de mim, ou sou eu a permitir que uma parte minha seja levada. É tanta gente que parte, que segue em frente, que passa. Desse modo irei me findar ainda em vida, mas, eu ainda acredito que algum ‘pra sempre’ virá para não acabar e algum infinito irá chegar e não terá mesmo fim. Enquanto isso, vou tentando organizar um espacinho aqui dentro para todo mundo que ainda mora em mim.









Paz e Bem!

Ao som de: Mais que a mim - Ana Carolina

28 comentários:

Flor disse... Responder

Minha florzinha (:
Quem me dera não ter esse desespero por 'encerrar ciclos' .
Quem me dera não ter essa necessidade de ponto final.
Embora meus causos quase nunca façam uso desse ponto.
Beijo, adoro você .

Kelly disse... Responder

Acho que, o que dá sentido a vida é justamente acreditar, que o 'para sempre' virá... eu
acredito!

Estás Clariceando cada dia melhor!

Beijos

Solange Maia disse... Responder

também gosto...

não vivo sem...

e suas palavras lindas cada vez mais me emocionam...

beijos

M.Maia disse... Responder

O fim é sempre é muito triste , mas as vezes é necessario ,seu post me fez lembrar um post meu em que eu digo que mesmo que as coisas não durem para sempre elas ficam na eternidade ( se possivel , de uma passadinha no meu blog e confira , vc ira se identificar, o post já é antigo mas é um dos meus prediletos ).Além de que eu acho muito importante levar conosco um pouquinho das pessoas (:

Ellen Lacerda (Elinha) disse... Responder

Lindo texto, adorei!
Também tenho dificuldades com os pontos finais...
As ... abrem um espaço né...

xero!

Carol disse... Responder

Sera por não querer quebrar laços, encerrar ciclos que eu tenho a mania de escrever tudo com reticencias?!? rsrs
Adorei o texto ;]
Beijos

Priscila Rôde disse... Responder

Somos duas.. três.. quatro.. rs
Sou reticências, adoro complementos.. tempo... silêncio...!

Carolyne Mota. disse... Responder

aain, também não sei lidar com pontos finais, é como se destruissem uma parte de mim!
lindo aqui *-*
to seguindo!

Flavih Jones disse... Responder

Tbm não ser colocar um ponto final. As reticências fazem parte da minha personalidade. Mas muitas vezes me pergunto se isso é uma coisa boa.

Como disse a Kelly, estás Clariceando cada dia melhor!

=*

Aline Pará disse... Responder

Quando alguem parte,ao mesmo tempo que leva um pedação seu, deixa um pedaço dele em você. Isso também não deixa a gente desaparecer.
Mas acho que o segredo mesmo é encontrar alguém que faz você e teu coração "inchar" cada dia mais! ^^

BJs

Nasca disse... Responder

aquela mágica toda do 'ainda possível'. porque sempre é

...

:*

pequena disse... Responder

Que legal amei demais esse texto...
Eu tbm sou assim, adoro reticências rsss

xêrim e inté!

J.G disse... Responder

É, a gente se parece msm. Mas tô na fase ponto final, encerrar ciclos, não ligar pras coisas, parar de supervalorizar sentimentos e relações. Acho que voltei a ser quem eu era pra ser. E cadê nossa sintonia Gabizinha??? hehehe.
Vamos ... ponto final?
Beijos.

Melancia disse... Responder

oi linda!
tudo bem?

aah, você sempre arrasa com seus textos.
Eu também prefiro reticências *-*
O ponto final é triste, solitários. Enquando o reticências, ele não. Ele vem acompanhado. HSUEHEUEHUS

:)

Lindo texto.

Um beijo e um qeijo ;@

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse... Responder

Pra mim também encerrar ciclos é difícil. O que estou aprendendo é que, infelizmente, muitas vezes não dá pra eles permanecerem. Somos forçadas a interrompê-los antes que isso nos cause algo como o cÂncer. A vida é assim, infelizmente.

:)

Dani disse... Responder

aah gostei muito da idéia do texto. confesso que não sei lidar com finais, mas às vezes exagero nas reticências... queria poder balancear isso melhor, se possível fosse...

:-/

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse... Responder

Também permito que as pessoas sempre levem um pedaço de mim. Confesso que às vezes isso me deixa "despedaçada"...

Lu disse... Responder

Reticências é sempre melhor que ponto final. Continuidade é a palavra chave!

Amei o texto mocinha.

Uma linda semana pra você ;)

Beijos.

Desi disse... Responder

Acho que todo mundo tem medo do ponto final e quando ele acontece fica remoendo uma reticência..não sei, é ruim, é necessário...
difícil explicar.

Beijoos, Gabe!

Carlinha disse... Responder

eu amor reticências...
pow Gabi... tenta postar um vez por semana!! Toda semana entro aki, esperando que vc post algo... *-*
curto muito o que vc escreve... sempre!!

=*

Erica Ferro disse... Responder

Ah, eu também não sei lidar com finais. É algo que me assola muito.

Me identifiquei bastante.
Beijo, Gabi.

Melancia disse... Responder

Eu adoro as suas visitas. São sempre tão gostosas de se ler. :)
E preciso lhe contar um segredo: Sou sua fã! De todo o coração. Seus textos me inspiram até para escrever redações escolares. USHUEHUEHHUHUEUEUHES

um beijo querida ;)
arrasou.

Ana ® disse... Responder

não é nada fácil dizer adeus, mas uma hora a gente entende que é o ciclo da vida... legal seu blog!

Thaisa Schelles disse... Responder

Lindoo demais esse post. Me identifiquei com as reticências, eu não gosto mesmo de pontos finais, prolongo tudo que posso até que não tenha mais jeito.

;**

Ana Paula disse... Responder

Também não sei encerrar as pessoas em mim.

Mikaele Tavares disse... Responder

Adorei seu texto.
Quem sabe o final quando não se sabe o que ainda virá?
Também prefiro os três pontinho...

railer disse... Responder

pontos finais são necessários e, muitas vezes, precisam ser usados.

Srta Laís disse... Responder

Eu tbm sou assim Gabi! Reticente, reticente, sempreeee... e como isso me dói vez enquando!

beijos

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.