Dois

27/Abril/2010

Aos pares vêm as asas, vêm as amizades, vêm os amores. Dois. Ainda é o melhor jeito de dançar uma canção e você ainda é a pessoa que eu elejo para me livrar da imparidade. Muito embora você me seja quase sempre insuportável, você ainda me é infinitamente necessário. Eu não consigo parar de girar, de trocar os pés ainda que desordenadamente e, mesmo que tropeçando sempre nos mesmos passos, trocar de par ainda é mais doloroso. Queria te ser insuportável também e assim poder começar a ter alguma esperança a respeito do acaso, da espera e dos pares de lágrimas sempre bem guardados no meu travesseiro. Essa música toca incessantemente em mim. Vitrola estragada, disco arranhado, cd no repeat. Você me gira e me abraça sem ao menos desconfiar sobre quem eu sou sem você por perto. Você conduz os meus passos e me olha nos olhos sem ter a mínima noção sobre a bagunça que você deixou aqui dentro e que, ainda assim, consegue despertar o que eu tenho de melhor em mim. Você me volve para baixo e segura a minha mão sem nem sequer supor sobre todo o tormento que você me causa, nem sobre toda a paz que você me devolve. Eu sou uma mulher, que não sabe dançar, se aventurando em alguns passos arriscados. Eu sou o tudo e o nada de que a gente sempre falava, mas nunca conseguiu entender. Eu sou a espera. Eu sou tanta coisa, sou tantas em uma só, sou única e sou sua. Culpo a você por eu viver sempre pelo avesso. Agradeço a você por viver tudo tão intensamente, por sorte ou não, ainda é melhor do que não sentir. E, em meio aos meus exageros de sempre e todas as minhas bobices, você me reponde apenas com “Eu te amo”. Acho graça. É que o amor se torna complicado justamente por ser tão simples. Mas, se você me rodopiar de novo, tirar meus pés do chão por um momento que dure toda a vida, eu te juro, meu bem, que serei seu par apenas e de mais ninguém.






Paz e Bem!

15 comentários:

Hod disse... Responder

Gabi,
Lendo seu texto, fico pensando; Será que estou perdendo algo.
Não sei viver à dois da forma que descreve. Reciprocidade entre outras atitudes é fundamental.
De qualquer forma gostei novamente de ler-te.
Bom final de semana.

Beijos.

Ana Paula disse... Responder

Lindo texto moça...*_*
Lindo mesmo!

Carlinha disse... Responder

Gabi, que bom que postou! *-*
" o amor se torna complicado, justamente por ser tão simples!"
Acho que agente acaba sempre complicando e acaba sofrendo com isso... muito lindo o texto, estou querendo mas esse "dois" na minha vida!

Lívia disse... Responder

Gabi.. que texto gostoso!
Quase que pude dançar, e rodopiar, também, junto com todas as palavras!

Lindo!

Tácila R. disse... Responder

Que paz de espírito, e que inquietação há nessas palavras !
Menina, você escreve bem e com gosto!
Gosto disso! ^^'
Bjsbjs :**

Evelyn Ceinwyn . disse... Responder

Realmente o amor é tão simples que se torna complicada, acho que apenas pelo fato de nós estarmos acostumados necessáriamente com o dificil, complicado...
E esta vida a dois, é tão simples e deve ser por isso que surjam os conflitos, pelo fato de querermos constantemente dessa imparidade, atenção...
Achei o texto tudo de bom, esse paralelo da dança com o amor, é muito sábio e gostozo de se ler.

Um beijo Gaby (se é que posso chamar assim rs)

Daniele disse... Responder

Gaby...
Sou nova aqui no seu blog, mas te leio já faz um tempinho... Nossa!Me delicio sempre nos seus textos.Vc poe mas que sentimentos, poe alma!
aborei esse! quero relamente dancar e rodopiar, a dois é claro! =)
beijoos =***

a propósito.. to te seguindo ^^

Thaisa Schelles disse... Responder

Gabiii que lindo textoo!
Adoroo muito tudo que escreve!

Viver a dois é sempre melhor=)

beijos

Rebeca disse... Responder

Oi Gabii! (:

Ressurgi das cinzas! HAHAHA

Estava afastada do blog por falta de tempo, agora estou de volta escrevendo no meu e em mais 02 blogs, o http://cadaquacomseupiqua.blogspot.com e o http://muitapimenta.com, se quiser visitar lá tb ;)

Ah o amor, existe sentimento mais lindo e como você mesma disse, mais complicado que esse? Nós mesmos o complicamos, nós mesmos o deliciamos... o amor é a essência da vida, sempre! Adorei o texto.

Beeijos, ótima semana ;)

Silvana Alves disse... Responder

lindo demais...

Dany disse... Responder

Gabi, acredite se quiser, eu li esse post ouvindo lanterna dos afogados, mas só no final eu vi que você tinha sugerido!! Rsrs

Ah, o amor!!!
Lindo texto, essa frase então: "o amor se torna complicado, justamente por ser tão simples!" verdade pura!!!

Beijos Mil.

TOTY disse... Responder

Tão lindo. Linda!
Bjo

Anônimo disse... Responder

[url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#3912]buy cheap accutane[/url] - buy accutane , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#14742 buy accutane

Anônimo disse... Responder

[url=http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#19808]generic accutane[/url] - accutane no prescription , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#15798 generic accutane

Anônimo disse... Responder

[url=http://buyonlinelasixone.com/#15614]lasix online[/url] - buy lasix , http://buyonlinelasixone.com/#2920 cheap lasix

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.