No dia em que eu fui mais feliz



28/06/10

Não são mais os meus olhos que me entregam, mas sim esse sorriso de canto de boca, que eu tenho carregado no rosto desde o dia que você chegou. É você, que me causa essa alegria que me vem tão fácil e que é tão bonita exatamente por não ter muito como se explicar. Mesmo sem saber ao certo o que é nem o que poderá vir a ser, eu acho lindo o modo como tudo é recíproco, das coisas que se sabe e também a maneira como as certezas me chegam, aos poucos, embrulhadas em papéis brilhantes de tranqüilidade. Às vezes, eu acho que parecemos não ser mesmo dessa vida. Em algum lugar, em algum livro de alguém lá em cima, já devia estar escrito que nos reconheceríamos. Deve ser por isso que eu tenho essa confiança gratuita tão completa e tão repleta de segurança, que somente quem não vive na superfície das coisas tem. Eu não tenho medo, eu não tenho pressa, eu só tenho vontade de te ter por perto e de segurar os ponteiros do relógio para que eu possa aproveitar cada pedacinho de você. Eu poderia ficar aqui pra sempre, deitada, te vendo sair dos meus pensamentos e se transformando na adrenalina que sacode o meu corpo, fazendo eu me sentir menos culpada por não ter tentado ser feliz antes. Tem tantas coisas que eu gostaria de te mostrar, que eu gostaria que fizéssemos juntos. De todas essas coisas, a minha vontade maior é de te dizer: Deixa eu cuidar de você?













***








Este texto eu escrevi há alguns meses para uma pessoa, que foi muito especial, mas que já não está mais na minha vida. Pelo menos, não desse jeito. Estou encerrando ciclos. A postagem é apenas uma representação disso.


"Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. (...) É aceitar doer inteiro até florir de novo."
Caio Fernando Abreu






Ao som de: Leoni



Paz e Bem!

23 comentários:

Solange disse... Responder

Gabriela...

o amor vem assim, quase sem que a gente perceba, nos arrebata e tudo passa a ter novo significado...

que lindo saber que está vivendo esse amor macio, suave, de outras vidas...

desejo paz, e infinitude a essa história bela...

beijo carinhoso

- Ed disse... Responder

Quanto tempo sem postar heein,rs...

Belo post, hummmmmmmm... haha =P

Beeeeijos!

Mariana Andrade. disse... Responder

mandei isso pro meu namorado, espero que não se importe hehe

muito, muito lindo.
de verdade (;

bjs

Thaisa Schelles disse... Responder

Que lindoooooooo esse texto meu deus, me deu vontade de sentir um amor assim, como a tanto tempo não habita esse coração!

Lindo, lindo!

Beijos querida, bom resto de fim de semana!

mente inconstante disse... Responder

Sorriso de canto de boca que só s bobos apaixonados reconhecem. "Que somente quem não vive na superfície das coisas tem". Ando assim ultimamente: segurando os ponteiros, sentindo adrenalina demasiada e desejando o mundo inteiro para quem quero tão bem.Exatamente como vc esteve algum tempo atrás e meu medo maior é que ocorra o mesmo que aconteceu com vc: que acabe. Mas como diria Vinicius: "que seja eterno enquanto dure", não é? Quanto tempo vc ficou longe daqui. Saudades de ler suas palavras lindas, Gabi! :)

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse... Responder

Meu Deus!
TExto maravilhoso!
Exatamente como me sinto agora!:D

Carlinha disse... Responder

Muito lindo gabi...
As vezes é necessário encerrar ciclos, espero que você continue tentando ser feliz agora!!

Boa sorte nesse "recomeço" =*

Felipe disse... Responder

Seus textos continuam lindos, mas têm um sabor diferente pra mim agora. É engraçado como o nosso estado de espírito muda completamente uma leitura, e é bom saber que os teus textos nos proporcionam isso também.

abraços!

Carol Marques disse... Responder

Que texto lindo! E que blog lindo também, Gabi :)
Pena que a pessoa não está mais com vc..

Desi disse... Responder

Oi, Gabe!
No fim das contas tudo acaba bem e esses ciclos são sempre de muita aprendizagem :)
Saudades de ti!

beijinhos!

pequena disse... Responder

Ai que texto lindo, amei a citação de CFA tbm e é tão eu esse momento rss


bjocas flor e boa semana!

SLEEPY disse... Responder

Lindo texto!!Me identifiquei muito.
Escreve muito bem, parabéns!!
Beijos!!

http://narcosazonal.blogspot.com/

Flor disse... Responder

Meu amor, que bom que você teve vivencias tão lindas e intensas. É uma pena que não tenha durado como você gostaria, mas você pode sentir! E quantas pessoas não tem esse prazer?
Agora é hora de 'encerrar esse ciclo' MESMO, se fechar, se guardar, se cuidar e depois, florir pra um novo amor, um amor merecedor de tanta coisa linda que você carrega!

Te amo ♥

Anônimo disse... Responder

QUE ESTRANHO... VC TRADUZIU OS MEUS SENTIMENTOS, SEM TIRAR NENHUM PONTO E NENHUMA VÍRGULA!
POSTA MAIS MAIS E MAIS!!!

eloisa disse... Responder

Gabi, eu deletei aquela arroba, fiz outra: @eloisazzz.

Flavih A. disse... Responder

Isso que eu digo que é encerrar um ciclo com classe.

Lindo post Gabi.
E as palavras de Caio F. sempre vem a calhar. Perfeito.

Beijos flôr.
E vê se não some.

Erica Ferro disse... Responder

É, não há porque se importar com o que é ou o que será quando o amor é recíproco, quando o sentimento está sendo verdadeiro, desde o primeiro momento.

Adoro suas prosas poéticas, mesmo que não rimem. O que eu adoro é o sentimento que todas as tuas palavras passam.

Um abraço.

60comigo? disse... Responder

adoooooooooooro escrever sobre a arte de cuidar de alguem, de ser cuidada. Post lindo, lindo. Beijos, me leia assim que puder.

Mari disse... Responder

Esse passado foi bonito, aposto que o futuro será melhor.

=D

TOTY disse... Responder

Lindaaaaaaaaaaaaaa! Lindo!

mônica disse... Responder

Gabi, minha flor, que brilho tem suas palavras, mesmo quando se trata de momentos não muito bons! Descobri seu blog através de uma curta frase num orkut alheio e de lá pra cá não deixo de visitá-lo. Brilhe sempre! Beijos!

SAL disse... Responder

me vicieeeei aqui no seu blog!!!

so escritos lindos e sinceros!!!


parabeeeens!!! bjo

V. disse... Responder

E você voltou!
Nossa, quando vi o título, já fiquei a mil. Risos.
Você é tão delicada na hora de se expressar, Gabi. Preserve isso.

Amei também o trechinho do Caio F. Poderoso, o moço.

Beijos.

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.