Reveillon


Sou tão simples que beiro a obviedade. Sou tão óbvia que beiro a estupidez. Eu tenho um viver invertido: eu só sei ser para dentro. Do lado de fora sou toda errada. Saio por aí exibindo toda a minha caretice, do alto da minha pequenez e com o meu coração sempre à mostra. Sou boa em criar laços, em me importar com quem não se importa comigo e em acreditar nas pessoas, veja só. Sabe o que mais sei fazer? Sei inventar recompensas pelas coisas que me faltam (e me doer inteira por isso). Sei amar do tamanho do mundo. Sei dizer incondicionalmente a verdade. Sei ser verdade, de verdade. E também sei me desmanchar inteira por isso, por aquilo e por enquanto. Só.

Preciso, desesperadamente, de um olhar novo. Não esse quem vem por detrás dos óculos, mas aquele que vem do íntimo. O olhar que enxerga as possibilidades e oportunidades. Aquele que vê as pessoas como elas realmente são, sem engano. Aquele que percebe e compreende a brevidade que as coisas têm na vida, assim como, a brevidade que a própria vida tem. Eu quero ser sem medo. Eu quero me apaixonar sem culpa. Eu quero ter amigos sem ter receio. Eu quero ser eu mesma sem ter que pedir desculpa. Eu quero sorriso nos lábios, poesia na vida e paz no coração. Coisas simples. Desejo de ano novo em pleno outono. E que assim seja.






 







"(...) De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente
Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente."

Vinícius de Moraes 





Paz e Bem! 

18 comentários:

TATI disse... Responder

Amiga arrepiou. Lindo demaissss. Me emocionei lendo. Parabens!!!!! Te amo.

Pequena :) disse... Responder

" Eu quero ser eu mesma sem ter que pedir desculpa. Eu quero sorriso nos lábios, poesia na vida e paz no coração. Coisas simples. Desejo de ano novo em pleno outono. E que assim seja."



CARALHO. (desculpa o palavrão) Mas, foi exatamente assim que eu reagi ao terminar de ler. Tão eu. Obrigada! :)

Friends:Renata e Juliana disse... Responder

Não sou a única a sentir essa afinidade tão descritível por você!

Parabéns!! Vou usar suas palavras em futuras postagens,com o devido crédito autoral,clarO!

=)

Renata Cibelle

Silvana Alves disse... Responder

parabéns... sinto muita falta de seus post constantes.. bjos

Carlinha disse... Responder

Leio e sorrio, leio e sorrio... parece ser uma constante ao ler esse blog!!
Tão lindo Gabi, estou querendo muitas dessas coisas também, é bom saber que não precisamos esperar o fim do ano nE?

Beijoo

Alê Ferraz disse... Responder

Querida,

Eu sempre me assusto quando leio você e a Toty. E hoje, especialmente, que também "quero ser sem medo".

Era exatamente isso que eu não conseguia dizer e vc, que é sempre tanta alma, disse, com a naturalidade de mais um segredo de travesseiro.

Feliz desejo de ano novo. Feliz ano novo!

Obrigada, Gabi. Um obrigada bem emocionado.

Beijo!

Flor disse... Responder

Ah amiga, vontade enorme de mudanças positivas né? Nessa coisa de esperar sempre o melhor, de nos doar, nos mostrar demais, acabamos nos machucando, mas tenho fé que há algo muito bom pelo caminho, e ei de continuar pra ver onde vai dar..

Raphaela Nogueira disse... Responder

você arrasa.. :D gosto muito!
aah, e a música, QUE ISSO!
ps: seu blog é liiiiiiiiiiindo, como faz? rs

pequena disse... Responder

Como vc consegue escrever coisas tão lindas amiga... fiquei até sem palavras, mas quero dizer q amo essa música q vc indicou rsss

to passando pra deixar um bjim tbm rsss
boa sexta feira amiga!

mente inconstante disse... Responder

Incrível como eu me identifico tanto com suas palavras...
Saudades imnesas daqui! :)

Sol Sobreira disse... Responder

Me vi tanto no seu eu! ;D

Thaisa Schelles disse... Responder

Lindo, e quem não queria poder enxergar todo mundo e ver apenas a verdade, sofreríamos menos e consequentemente amariamos menos também!

Lindo!

"Eu quero ser eu mesma sem ter que me pedir desculpa" , eu também, eu também!

Tácila R. disse... Responder

Lindíssimo, sem tirar nem por.
E ser boa em criar laços e importar-se com quem não liga nunca foi pecado, não é mesmo? Fazer o que, a vida é essa.
Senti como se eu estivesse lendo meus próprios pensamentos, e sentimentos.
Adoro aqui, e agradeço suas visitas constantes. :)

Beijos :*

pequena disse... Responder

Amiga, to passando só pra te deixar um beijo e desejar um ótima quarta feira!

xerim

Erica Ferro disse... Responder

Tô precisando desse olhar novo também, Gabi. Ah, como eu tô!

E que assim seja.

Belo texto!

Beijo.

Letras Saltitando disse... Responder

lindo!!!! ;)

Verônica Heiss disse... Responder

gostei muito, menina, e obrigada pela visita (:

Gauche disse... Responder

Este texto é simples e tocante como deve ser as coisas boas da vida.Parabéns por saber usar este lindo dom que é escrever! =)

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.