Do amor e da felicidade


O amor em mim transborda, embora eu seja oblíqua, inquieta e desacreditada. Eu vivo para imediatamente, ainda que eu tenha alguma simpatia por esperas. É que nelas eu guardo muitos amanhãs vestindo sorrisos claros e trazendo alguma calmaria nos olhos. Colho preciosidades, que é pra temperar as forças que uso para salvar o dia. Adoço a vida com alguma poesia e sigo tentando fazer a diferença em alguma existência. Porque fazer o bem é ter a alma enfeitada com luz. É manter o coração aquecido pelo calor da paz, que só tem quem não vive na superfície das coisas, porque é profunda e longa e branca. A felicidade requer coragem. Tem que ter – literalmente - muito peito, pois é preciso um coração bem grande e muito dentro. Felicidade não é pouca coisa, não.







Paz e bem!

3 comentários:

Tay disse... Responder

Lindas palavras!!!
Bjs

Laís Pâmela disse... Responder

Felicidade é muito coisa,
E temos que ter muito peito pra enfrentá-la mesmo


Adorei.

Beijo.

Poeta da Colina disse... Responder

Completar-se é um pouco de uma arte.

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.