Continuidade



Você sabe quantas almas um sorriso salva, ou quanta vida há num suspiro, ou quanta saudade existe entre uma batida e outra de coração? É muita vida para se viver e eu não posso partir de mim porque, apesar de finita, sou imensa. E eu não tenho tempo para ir embora, pois tem muitos lugares em mim esperando para serem habitados. Tem muita coisa ainda para se desvendar e se iluminar, antes de tudo, antes do resto. Tem tanta lucidez e loucura esperando para preceder muitos sorrisos, que ainda não experimentei. Eu só preciso aprender a ser a minha melhor companhia, sendo assim, vou bem. 


6 comentários:

sonetosemversoslivres disse... Responder

Há um grande problema em trocar a solidão amiga por outra companhia
Quando a companhia parte, a solidão que fica... Já não parece tão amiga...

Sol. disse... Responder

Hoje, isso era tudo que precisava ouvir(ler)... Eh um dos teus q mais gostei, Gabriela.

*.*

Poeta da Colina disse... Responder

É muita vida para passar correndo, como fazem.

Erica de Paula disse... Responder

delicado e doce, como um sorriso ;)

bjos Flor!

Maíra K. disse... Responder

Acho que ninguém deve nos completar. Acredito que somos inteiras por aquilo que somos. Mas, como complementar sempre é bom, quem sabe alguém não apareça para nos fazer companhia?

;*

Por mim disse... Responder

qual seu e-mail?

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.