(Des)Iludir



Eu não vivo de utopias, muito pelo contrário, já há muito tempo fui apresentada à realidade dura, nua e crua. Nunca acreditei em contos de fada, apesar de – sem querer - já ter me envolvido em relacionamentos de faz de conta. Se eu escrevo sobre amor é porque já tive alguns enganos. Se eu escrevo sobre encontros é porque já tive muitas perdas pela vida. Se eu escrevo sobre o eterno é porque desde logo eu aprendi a colecionar saudades. Eu escrevo pela vontade de pintar de leveza os desassossegos que carrego no peito. E porque desejo que os bons pensamentos se tornem reais e registrá-los é como levá-los para mais próximo do possível. Algumas pessoas chamam isso de expectativa. Eu chamo de busca pela reciprocidade. 


7 comentários:

Pequena :) disse... Responder

Tão bom me (re)encontrar nos teus escritos. Tem palavrinhas quentinhas no meu cantinho e vou logo compartilhar um trecho teu no qual acabo de me reconhecer!

Tracy Ellen disse... Responder

escrever acalma a alma!

Dani Aguiar disse... Responder

Como sempre, mais um texto belíssimo, Gabi!

Raíssa França disse... Responder

Que blog mais lindo de se encontrar! Gostei muito do que você escreveu, meus parabéns. :)

Você acabou escrevendo tudo o que penso/acho. :*

Patrícia Oliveira♥ disse... Responder

Tem selinho pra vc!! :)


Beijooos
http://momentosdapathy.blogspot.com.br

Poeta da Colina disse... Responder

Existe.

Fabio Verreschi disse... Responder

" Eu chamo de busca pela reciprocidade"... chegara um dia que, esse "retorno" que você busca, ele vem até você... :)

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.