Ligação



Numa dessas de amor, roteirizei tudo o que eu gostaria de te dizer quando eu tivesse chance, porque seria a última. Tentei raciocinar e lembrar daquilo que combinei comigo mesma: esse lance aí de ser feliz, de desapegar, de viver uma nova vida, sabe?  Enquanto te ouvia, tentei puxar pela memória... Como é mesmo? Ah, eu queria ter te falado que me decidi não ter mais notícias suas, a não me interessar mais por nada que te diga respeito e o principal: eu decidi não nutrir mais esse sentimento insólito, em que a reciprocidade vem em conta-gotas, enquanto a consternação é dada em dose cavalar. Eu cansei de esperar por alguém que sempre volta, mas nunca fica. Meu coração não é souvenir a ficar na sua estante de memórias e a minha vida não é lugar a se visitar quando sentir vontade. Cara, eu ainda te amo, sim. Mas, eu me amo mais, muito mais. E eu gostaria de ter te falado isso tudo, se eu tivesse conseguido lembrar uma só palavra após ouvir “Por que você demorou tanto a atender o celular? Não queria falar comigo?” Não! Eu não queria correr o risco de me corromper, logo agora que eu estou prestes a me encontrar. Mas, já que você ligou, tem algumas coisas que eu gostaria de te dizer... Tu Tu Tu. 


15 comentários:

Poeta da Colina disse... Responder

Relações baseadas do que se diz por fora, não quer ouvir o que vem de dentro.

Infelizmente muitas pessoas são assim.

Yohana Sanfer disse... Responder

Coragem, coração! Coragem!
Bjs, bom voltar aqui!

Raíssa França disse... Responder

Muito bom esse texto! Gosto sempre de ficar por aqui.. beijos querida.

Make by Fúlvia disse... Responder

eu disse... sempre vem uma lágrima!! hoje, veio uma lembrança!! o que me ajudou na época foi uma pergunta: o que doi menos? não ligar ou não atender o que aconteceria 20 minutos depois de atender ou ligar....

Camila Loricchio disse... Responder

Gosto muito do jeito que você escreve, manola ^^
Ps.: Já estou com ideias pra te ajudar...:D

Beijos!
Camila

Book Teen disse... Responder

Por mais que a gente queira falar tudo isso, o amor sempre fala mais alto e as palavras parecem que somem.

http://blogbookteen.blogspot.com.br/

Fernanda Fraga disse... Responder

Jesus!

Me vi tanto nesse texto Gaby.

Um beijo.

Thaisa Schelles disse... Responder

Eu estou completamente apaixonada por esse texto, você como sempre me surpreendendo. Um grande beijo.

Anônimo disse... Responder

Perfeito....

Paulo Sotter disse... Responder

É realmente assim, as palavras somem ou então ficam presas nesse momento, mas falando ou não, o que vale é a consciência e a força para levantar-se e continuar acreditando na vida. Um abraço

silvioafonso disse... Responder

.



Ela era forte, tão forte
que não se humilhou quando
o marido, com toda ou nenhuma
razão a deixou na direção da
casa e da vida que o destino
conturbou.

Confira amanhã, 28, no meu
blog.

Isso me dará prazer.

silvioafonso






.

Maíra K. disse... Responder

Concordo plenamente em nos valorizar, em nos colocar em primeiro lugar sempre. Mas nem sempre é fácil dizer não a quem se ama. Nem sempre é fácil optar por ficar sozinha. Mas essa dor passa e o que fica é a saudade leve, a lembrança de momentos bons.

Cacau Rivas disse... Responder

PERFEITO!!!

bjs

Cacau Rivas

http://www.blogdacacaurivas.com.br/

Mi Lôra disse... Responder

Posso chorar? Me aconteceu algo bemmmm parecido hj a tarde, e meu coração transbordou de imenso amor, e depois minha mente me condenou... esse super ego exigente q me maltrata! Adoro tua escrita...

Gabriela S disse... Responder

Hoje meu dia ficou mais doce, mais inteiro, mais feliz... Uma amiga compartilhou um texto lindo no face e eu fiquei a me perguntar:"Quem é essa Gabriela Castro?" Encontro este blog o qual nem tenho palavras pra descrever. Que honra poder dizer que suas poesias falam tão alto à minha alma. E que se eu tivesse o dom, era exatamente essas coisas que eu queria dizer... Gratidão à internet por poder me proporcionar isso, poder te dizer, Gabriela Castro, que suas palavras tocam profundamente meu Universo feminino, tão multifacetado, cheio de fúria, amor e desejos... Quisera eu poder ter tido essa chance com Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade, Saint Exupery...

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.