Continuidade


A minha alma infantil sabe e acredita que mudanças - vez ou outra – são necessárias e que podem ser boas; que reinventar-se é preciso e, que se pode mudar de ideia e de opinião, graças a Deus. Mas, a adulta que mora em mim, me confessou baixinho - num silêncio ensurdecedor – que se cansou de recomeços e deseja fortemente um pouquinho de continuidade, que é para poder provar do gosto doce, que a reciprocidade tem.  

13 comentários:

Karina pink disse... Responder

ola curtindo e seguindo!
retribui flor,pinkbjs
http://pinkbelezura.blogspot.com.br/

Carlinha disse... Responder

Faz tempo que não comento por aqui nê? Tenho te acompanhado mais pelo face... La tenho a possibilidade de ser encantada todos os dias por suas palavras. No momento to querendo um recomeço seguido de um pouquinho ou muita continuidade, mas seja como for acho que o gostinho da reciprocidade é sempre bem vindo!!
beijoss

Murillo disse... Responder

Sensacional. Parabéns.

Raíssa França disse... Responder

Nem sempre as mudanças que chegam são boas, mas são necessárias para o nosso aprendizado. Eu não ando muito feliz com as que vem acontecendo, mas espero que essa fase passe logo. Beijo

Luzia Medeiros disse... Responder

Hum, achei tudo aqui tão lindo, principalmente a tua forma de escrever.

Mudar é preciso, porém, algumas mudanças chegam feito tempestades levando a calma dos dias bons, de sorrisos serenos.

Beijos, seguindo.

http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

Anderson Oliveira disse... Responder

Graciosa reflexão... Lindo blog!

Thaisa Schelles disse... Responder

Fiquei apaixonada agora, até recomeçar cansa, tem horas que a gente só quer sossegar em alguma companhia. Lindo demais. Beijos querida

Dani Aguiar disse... Responder

Simplesmente, PERFEITO!!!

É bem isso que eu preciso...

Lu Rosário disse... Responder

Que lindo, Gabi!
Recomeços e mudanças são necessários... mas continuidade também é gostoso e nos mostra o quanto podemos ir.

Beijos.

Guilherme disse... Responder

Tem o homem sempre duas dimensões; duas possibilidades e duas escolhas. Dois são seus pés e seus passos, entre a razão e a emoção, a velhice e a infância, o bem e o mal, habita a nossa Alma.

Fernanda Fraga disse... Responder

É dessas delicadezas contínuas que a gente quer né Gabi? voltar a estaca zero, é sempre entendiante, e o que vale essa ideia aí, reciprocidade.

Beijo.

Luzia Trindade disse... Responder

Belo texto!

Anônimo disse... Responder

Hum, senhorita, voce nunca contemplou a natureza, que diariamente,recomença num continuum. Una as duas coisas: recomeçar e continuar. É o que as abelhas, os passaros, as plantas, as flores, as arvores, os rios, os mares, etc., fazem, desde quando começaram a existir. Eles ecomeçam para dar continuidade a um projeto. O nosso é o de existir nessa vida, sendo feliz.
Parabéns, pelo blog!

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.