Dia das Mães


Eu tomo a minha dose diária de amor, quando elevo o meu pensamento a ela. Não há um só dia que eu não me lembre. São tantas lembranças ternas, são tantas coisas boas que ela plantou em mim, que instantaneamente um sorriso me floresce no rosto e na vida. E eu só consigo pensar em como eu gostaria de ser incrível como ela foi.
Minha mãe foi uma dessas pessoas que partiram, mas não foram embora. Ela fez morada no coração da gente. Se eu pudesse reinventar a minha realidade agora, seria feito conto de fadas: - Gênio da lâmpada, dos três desejos que posso pedir, quero da minha mãe um beijo doce, um abraço apertado e um conselho desses que a gente leva pra vida. Embrulha para presente, por favor!

4 comentários:

Arthur Claro disse... Responder

Que homenagem bonita, parabéns pelo blog. Sucesso para você e para o blog.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

Alberto Nunes disse... Responder

Lindas palavras.
Foi meu terceiro dias das mães sem mãe e fica sempre pior....

cristiane de paula goiatá goiatá disse... Responder

Sabe amada, de onde ela estiver e muitas vezes perto de você, acredito, ela deve ter orgulho da filha carinhosa e amorosa que ela deixou no mundo!! E que vai poder passar isso para uma futura família que venha a ter!! Que lindo!! Para as mães esse amor que se deixa nos filhos é que carregamos conosco pela eternidade!
Milhões de beijos doces e abraços apertados!
Linda semana e apareça!!
Cris
http://criscriacoisas.blogspot.com.br

Fernanda Brandao disse... Responder

Sei bem como é. Dia dos pais me bate aquele aperto no coração. Uma bela homenagem...

Olha, o Rabiiisco mudou de endereço... quando puder, venha nos fazer uma visita!
http://rabiiisco.wordpress.com/

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.