Não era você, só que ainda é


Como é que você faz isso? Essa coisa de ser inesquecível deveria ser proibida por leiJá faz tanto tempo e você ainda me vem tão fácil no pensamentoAcho que é porque - depois de você - ninguém conseguiu despertar o melhor de mim com a mesma categoria. Já me acordaram um lado, que eu nem sabia que existia e - numa dessas de paixão - descobri que sou capaz de cometer os erros mais estúpidos e alguns até muito bons, mas não era você.  

Entre tantas versões que experimentei de mim mesma, eu percebi que gostava mais de mim quando com você. É que eu podia assumir minhas neuras, deixar meus defeitos à mostra e expor a minha vulnerabilidade sem medo algum de ser julgada. Eu era eu mesma sem pudor, você me entendia sem esforço algum e me amava mais fácil ainda. Não que hoje eu não me seja, mas é que já fui mais descomplicada. Ensinaram-me - de novo - como é que se apaixona e eu até que aprendi bem rápido, mas não era você. (Só que ainda é.)


3 comentários:

vih disse... Responder

Pessoas inesquecíveis tem disso. Como se virar sem elas depois né? A vida nunca mais tem a mesma paleta de cores. Lindo texto (:
Beijos rimados pra você :*

Guilherme disse... Responder

Há versões de nós que lemos no outro quando no outro nos (re)conhecemos. São os capítulos que nos salvam entre outros tantos que nos perdem. Capítulos que nos lembram aquilo que esquecemos nas histórias passadas. O amor faz do outro o livro mais bonito de se ler. Às vezes com final feliz.

MFernanda disse... Responder

Esse texto é a captura do meu momento atual (nem tão atual assim) a reeleitura da minha incompreensão a essa paixão.

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.