Bem-Me-Quero


É fácil a gente se esquecer, deixar o que realmente importa cair nos vãos da vida, deixar os sentimentos empoeirarem nas prateleiras e esquecer dores guardadas no fundo da gaveta. É fácil a gente se perder de si, perder a direção, o tino e o jeito. E o engraçado é a gente geralmente não perceber que está desencontrado daquilo que se é, daquilo que ainda se quer viver, construir, alcançar e -  por fim - ser.

A gente leva conforme a maré, lida com as adversidades, celebra os ganhos e busca o equilíbrio, que é o que eu realmente imagino ser o sinônimo de felicidade. Um dia a gente percebe que ter tudo em harmonia é uma verdadeira arte e – apesar de se sentir inadequada para a vida quase todo o tempo – entende que ser quem se é exige um tremendo esforço, e que não vale a pena viver de outra forma que não seja a sua. É hora de se refazer!

E, embora não saiba em que momento poderia ter feito algo diferente, começa a fazer diferença na sua própria vida agora. Você junta os pedacinhos, recalcula a rota, tira os sonhos deixados nos bolsos da rotina e cria uma nova realidade para viver. Você arregaça as mangas, cerra os punhos e luta contra você, por você. Não é fácil derrotar quem se era, para tornar quem se quer ser, mas é possível e pode até ser um tanto divertido. A ideia aqui é: se (re)conhecer ou morrer tentando. Eu topo e não desisto de mim por nada nesse mundo!




2 comentários:

Poeta da Colina disse... Responder

A voz de um amigo ressoa na minha cabeça em todas as dúvidas. "Oque é mais importante para você, e se isso é o mais importante como qualquer outra coisa pode vir antes?" Com o tempo aprendemos a não deixar de lado o que importa.

Vih disse... Responder

a eterna jornada de procurar o que não sabemos...
a mais bonita e mas difícil de todas! Seu texto tá maravilhoso ;)
Beijos rimados pra você :*

http://li-tt-lewings.blogspot.com/

Deixe um comentário

Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer

^
Segredos de Travesseiro © 2012 | Layout por Kakau com Limão | Ilustração por Desi.